eliminar pulga cão
ARTIGOS

Livre-se das pulgas no seu animal de estimação

eliminar pulga cão

COMO É QUE OS ANIMAIS APANHAM PULGAS?

Estes parasitas picam em média 10 vezes por dia. Cada picada irrita a pele do seu animal, causando-lhe muita comichão e mal-estar.

Podem chegar ao seu animal de diversas formas. A principal forma de infestação dá-se através do ambiente onde os animais se encontram, onde existem os chamados “locais de eclosão”: áreas onde se encontram os casulos (microscópicos), provenientes dos ovos. Note que, apesar dos ovos serem postos no pelo do seu animal, estes caem ao chão nas primeiras 2 horas após a postura, o que faz com que sejam encontrados nos vários locais por onde o animal tenha passado.

O CICLO DE VIDA DAS PULGAS

As pulgas passam por quatro estádios de desenvolvimento: ovo, larva, casulo ou pupa e adulto. Mas apenas no estado adulto são consideradas parasitas e se encontram nos animais.

A duração do seu ciclo de vida é fortemente influenciada por fatores ambientais, uma vez que as condições ideais para o seu desenvolvimento e reprodução são conseguidas através da combinação de temperatura e humidade elevadas (28ºC e 80%, respetivamente) - daí a sua atividade reprodutiva se intensificar na primavera e verão.

evolução pulga
evolução pulga
eliminar pulga gato
eliminar pulga gato

COMO É QUE AS PULGAS AFETAM A SAÚDE DOS SEUS ANIMAIS

Para além da irritação, estes parasitas podem também ser responsáveis por uma série de doenças que afetam quer animais, quer humanos.

Devido à picada destes parasitas, geralmente os animais tornam-se inquietos e, em alguns casos, poderão causar lesões em si próprios como mecanismo de defesa. Em alguns cães e gatos, o contacto com a saliva das pulgas poderá desencadear uma reação alérgica, causando irritação e, caso o animal se coce intensamente, poderão também surgir lesões inflamatórias na pele (dermatites), bem como perdas de pelo. Para além destes efeitos, a pele do seu animal poderá tornar-se, progressivamente, mais seca e escamosa.

As pulgas são hospedeiros intermediários e vetores de transmissão de certas doenças que afetam, não só os animais, mas também os seres humanos. Entre as doenças mais importantes que o seu animal poderá contrair através destes parasitas encontram-se a ténia intestinal e um microrganismo do sangue que causa anemia felina infeciosa.

COMO IDENTIFICAR PULGAS NO SEU ANIMAL

Nota que os seus animais se coçam de forma compulsiva? Se sim, é provável que tenham pulgas, pois este é um dos efeitos principais das suas picadas.

Para além deste sinal, existem outros claros, indiretos, da presença destes parasitas, como a presença de partículas minúsculas de cor castanho-escuro ou avermelhada no pelo do seu animal (as fezes das pulgas). É também comum encontrar pequenas manchas vermelhas na pele, devido aos ferimentos causados por estes.

ELIMINE AS PULGAS DO AMBIENTE DOMÉSTICO

Para conseguir combater este parasita deve precaver-se e deixar o ambiente de sua casa o mais limpo possível.

As pulgas adultas vivem no seu animal e vão colocando ovos que caem do pelo para qualquer local por onde este passe. Se acontecer dentro de casa, os ovos (microscópicos) eclodem para larvas (não visíveis a olho nu), que se movem rapidamente, escondendo-se em determinados locais da sua casa. Deverá ter ainda em conta que apenas 5% do problema reside no animal de estimação: 95% deste encontra-se em diferentes locais de sua casa e é muito difícil de debelar de um dia para o outro.

Assim, deverá tomar determinadas medidas específicas para combater este parasita. Quais?

Higienize os locais de repouso dos seus animais
Os locais onde os seus cães e gatos repousam são locais bastante propícios a terem ovos de pulgas. Deste modo, deverá lavá-los regularmente;

Livre a sua casa de pulgas
Estes parasitas poderão estar presentes em almofadas, tapetes, sofás, frinchas no soalho, rodapés ou quaisquer outros locais do pavimento e paredes que ofereçam condições adequadas de temperatura e humidade ao seu crescimento e reprodução;

Desparasite durante todo o ano

Tal como julgado pelo senso comum, as pulgas são mais frequentes durante a primavera e verão, pois são as alturas em que a sua atividade reprodutiva se intensifica. No entanto, em Portugal, há pulgas de Janeiro a Dezembro. Para prevenir infestações inesperadas, deverá levar a cabo a prevenção durante todo o ano; Tratando os animais conseguimos diminuir a contaminação ambiental, e impedir que surjam infestações repentinas e maciças.

Adote um programa de controlo mensal
Aplique uma pipeta de Frontline® Combo adequada ao peso do seu animal na zona do cachaço, uma vez por mês. Não se esqueça que deverá inspecionar o pelo do seu cão ou gato depois de cada ida à rua, para que o risco diminua ainda mais; Deste modo, de cada vez que eclodir uma pulga do ambiente, esta irá morrer antes de pôr novos ovos e assim não recontaminará o ambiente. Frontline® combo contém um principio activo próprio para as formas larvares das pulgas.

Preste atenção ao pelo do seu animal
Mesmo seguindo um programa Frontline® adequado, deverá inspecionar o pelo do seu animal de estimação regularmente para conseguir detetar, antecipadamente, a eventual presença de pulgas;

Dê sempre o melhor de si ao seu animal com a protecção eficaz de Frontline®.

Para mais informações sobre os nossos produtos, e para saber de que forma estes ajudam a proteger o seu animal, consulte o nosso site.

Partilhar artigos: